Sucatas de Alumínio

Caracterísiticas – Antes de falar na sucata de alumínio, vamos falar algumas coisas interessantes sobre o metal Alumínio. Ele, enquanto elemento químico, é o metal mais encontrado na crosta terrestres – está presente em toda parte, até mesmo no solo comum, como parte de silicatos e cristais de argila. Sua presença no solo aumenta a acidez e o solo é tanto mais ácido quanto maior for a quantidade de alumínio e ferro.

 

Entretanto, o metal para aplicações comerciais, é extraído de um composto chamado Alumina, que é um óxido de alumínio. A alumina é o principal componente da bauxita, o minério original do alumínio. A extração do alumínio, a partir da bauxita, requer instalações industriais que consomem muita energia, e produz rejeitos que precisam ser bem armazenados para evitar a poluição do ambiente. O metal alumínio, no final do processo de extração, apresenta uma cor prateada, mas assim que é exposto ao ar fica fosco, por sofrer uma oxidação natural e rápida na superfície. 

Particularidades – O alumínio tem outras particularidades: peso atômico 13, massa atômica, 27, leve, maleável, dúctil, grande durabilidade, boa condutividade e baixa temperatura de fusão, o que o torna matéria prima ideal para várias áreas industriais. Sua resistência aumenta quando usado em ligas com outros metais; alguns compostos resultantes têm nomes próprios, como é o caso do Duralumínio. Ele é tão empregado no mundo que só perde para o aço, e sua sucata é muito comum. O alumínio tem 60% da condutividade elétrica do cobre, mas essa diferença é compensada pelo custo, sobretudo na construção de redes elétricas de alta tensão e grandes extensões. Por ser excelente condutor de calor, é usado em utensílios domésticos, como panelas. O alumínio é usado também em ferramentas e peças em geral, como rodas de carros, porcas, arruelas. Por ser leve, é usado em chapas, em carros, aviões, embarcações, foguetes. É também muito utilizado em embalagens, como as latas de bebidas e recobrindo diversos materiais com uma película. Na construção o encontramos com regularidade nas portas, janelas, portões. Uma das últimas aplicações em andamento para o alumínio é na produção de hidrogênio – ele entra de forma eficiente nas reações químicas que liberam hidrogênio para combustível.

Sucatas de alumínio – Um metal com tantas aplicações, há de ser muito encontrado em sucatas. A abundância o torna de baixo valor relativo. O comércio de sucatas é muito estável pela oferta regular e facilidade de sua classificação. No comércio internacional, há muitas gradações na classificação das sucatas de alumínio. Vamos dar alguns exemplos:

- Utensílios de alumínio que incluem utensílios de cozinha, mas que devem estar isentos de ferro e outros metais.
- Sucata de alumínio de demolição – retirado de armações de janelas, portas, portões, etc.
- Fardos de latas usadas de bebida – o material deve ter sido magneticamente separado e enfardado.
- Latas inteiras ou achatadas de alumínio, livres de poeira, líquido e outros materiais estranhos.
- Latas usadas de bebidas, transformadas em tiras de alumínio e que tenham sido magneticamente separadas.
- Latas de bebida novas em estado pré-consumidor, limpas, podendo ou não conter pinturas.
- Fiação de alumínio, podendo ser recoberta de plástico, mas não pode ter ferro.
- Sucatas de veículos, como rodas, porcas, radiadores, peças de transmissão.
- Alumínio em chapas, com ou sem pintura.
- Lingotes, pedaços e tiras de alumínio como subproduto industrial.
- Escória como subprodutos dos fornos de fundição de alumínio.
- Sucata de alumínio limpo sem classificação, sortido.


E assim, sucessivamente, até sucata de alumínio não incluída nos outros itens da classificação internacional. Todos os itens de classificação incluem variações, como presença ou não de poeira, óleo, graxa, tinta, ferro, cobre, etc. Os preços diferem de acordo com essas variações. Por isto, se você quer vender sucata de alumínio para a Maxiligas, ganhe tempo enviando detalhes da sua sucata.

Classificação da Maxiligas – Para fins práticos, na Maxiligas a sucata de alumínio é classificada da seguinte maneira:

- Alumínio Lata – são as latinhas de refrigerante, cerveja.
- Alumínio Bloco – também conhecido como alumínio ‘duro’ em outras regiões; o alumínio bloco trata-se da sucata de todo tipo de componente proveniente do processo de refusão, como por exemplo pistão de carro, cabeçote de motor entre outros.
- Alumínio Chaparia – são as chapas de alumínio. são considerados chaparia: assoalho de ônibus, telhas, retalhos de chapas, tubos aerosol.
- Alumínio Perfil – em sua composição encontramos um pouco de magnésio e silício. Os perfilados derivam do processo de extrusão. O processo de extrusão pode ser exemplificado pelo tubo de pasta de dente em que um componente que está dentro dele vai sendo empurrado para fora com alta pressão.
- Cavaco de Alumínio – são “raspas” de tarugos, lingotes de alumínio. Normalmente, cavacos são derivados do processo de usinagem de peças.
- Alumínio Panela – são as panelas, tampas de panela, formas, baldes, produtos residenciais. O alumínio panela possui uma liga tão rica como a do perfil, porém tem maior quantidade de silício, resultando um material mais flexível.
- Persiana – são as persianas em geral.
- Alumínio Magnésio – alumínio magnésio é o encontrado em caixas de câmbio, motor e roda de carros antigos, como opala e fusca.
- Alumínio Off Set – é o alumínio em formato de chapas finas, utilizado em gráficas, editoras na fabricação de jornais e revistas.
- Rodas de Alumínio – são as rodas de carro. A roda de alumínio apresenta maior vantagem que as rodas de aço, porque sua resistência à corrosão é maior.
- Estamparia de Alumínio – são retalhos de chapas, um pouco mais grossas que a chaparia, mais encontrada nas indústrias.